terça-feira, 21 de maio de 2013

Ethos Brasiliensis

Resultado de um estudo realizado por Roquette-Pinto sobre as características psicológicas de 4 grupos:

1. Brancos(leocodermos);
2. Caboclos(Xanthodermos);
3. Cafusos(Phaiodermos);
4. Negros(Melanodermos).,

Com base em um estudo análogo realizado pelo antropólogo alemão Babcock que se notabilizou por pesquisas realizadas na Namíbia sobre cruzamentos "raciais" ocorridos entre Boêres(descendentes de holandeses) e negros locais, resultando em opiniões desfavoráveis aos mestiços desses entrelaçamentos.
Roquette-Pinto com base no mesmo questionário utilizado por Babcock, apresentando a 15 autoridades dentre os quais, naturalistas; médicos; professores; engenheiros; fazendeiros e militares, "pessoas conhecedoras profundas da terra e da gente, dotadas de senso crítico, representante das diversas raçãs". O resultado das pesquisa, considerando a atribuição da nota de 0 à 5 para os 4 principais tipos antropológicos é apresentado na Tabela abaixo:



A pesquisa contrariou o resultado análogo de Babcock,  várias características psicológicas são suplantadas por mestiços como por exemplo na Capacidade de Decisão e Autocontrole melhor pontuado pelos Xanthodermos(Caboclos), a velha "sobriedade Tupi" a que se reporta vários cronistas quinhentistas sobre a impavidez com que procediam os Tupis diante das mais graves emergências. 

Naturalmente esses tipos de estudos tem um caráter "científico" duvidoso, contudo serve de parâmetro ao se confrontar com estudos análogos realizados por supostas "autoridades" da época no qual se fundaram diversos autores, para com base nessas "pesquisas", tecer comentários depreciativos aos tipos mestiços ao mesmo tempo que revela uma impressão isenta dos tipos humanos brasileiros.   

Um comentário:

  1. Oi, só passei aqui pra dizer que adicionei teu blog na lista de links do meu blog de inspiração nacionalista, o Movimento Laranja (movlaranja.blogspot.com).

    Vamos unir forças pelo Brasil!

    ResponderExcluir