segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Bautista Vidal e o Trabalhismo.

“A Carta Testamento de Getúlio é energética e há nela citações ao papel da Petrobrás e da Eletrobrás. Getúlio foi o primeiro a valorizar o álcool como substituto da gasolina e, em 1931, teve a visão de criar o Instituto do Açúcar e do Álcool, o IAA, e botar na presidência dele o grande Barbosa Lima Sobrinho. A hora é agora e precisamos assumir o papel de Brizola”.

“O papel do PDT é estratégico porque somos o único partido nacionalista. Nossa natureza é apoteótica, mas nos falta instrumental político e este é o grande papel que o PDT precisa desempenhar."

“agora que não temos mais Brizola, temos que assumir a sua grandeza e valorizar cada vez mais a sua herança [....] e sua intransigente defesa do nacionalismo, do trabalhismo, e das instituições mais sagradas dos brasileiros”.
“O Brasil é a grande nação energética do século XXI, mas a sua população não sabe disto. Por isso é fundamental um partido nacionalista para conduzir os brasileiros ao seu grande destino”. 

“A única solução para a crise mundial é o Brasil, único país do mundo com capacidade de fornecer combustíveis renováveis e limpos para toda a humanidade”. Mas para que isto seja possível, “precisamos antes que o Brasil tenha um estado, um governo, e não esses abúlicos que estão em Brasília”.
Vivemos uma encruzilhada, no momento. “Todo mundo quer meter a mão no Brasil e precisamos dizer “Não” a eles. O PDT precisa ser o partido do “Não” aos entreguistas. Vivemos um momento crucial, sou professor de física há 40 anos e costumo dizer aos meus alunos que acredito plenamente que minha tese seja
a correta. A não ser que consigam revogar as leis da termodinâmica e desloquem o Sol do Brasil para Nova Iorque”
“Temos que ter a visão que Getúlio teve, temos que voltar as nossas origens”.
                                                                                            Bautista Vidal,  cientista e professor, físico brasileiro de renome internacional, ex-professor da Universidade de Brasília que, juntamente com Urbano Ernesto Stumpf (1916-1998), foi o idealizador do motor à álcool. Escritor talentoso, conferencista brilhante, Bautista Vidal foi autor de 12 livros, dentre eles se destacam: De Estado Servil à Nação Soberana; Civilização Solitária dos Trópicos; Soberania e Dignidade, Raízes da Sobrevivência; O Esfacelamento da Nação; A Reconquista do Brasil e  A Economia dos Trópicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário